Revisitando o passado, através da Fotografia.



Quantas vezes já ouvimos essas frases em nosso consultórios?

Ah se eu tivesse mais tempo.”

“Se eu pudesse voltar atrás.”

“Se eu pudesse acrescentar algo na minha jornada. “

A fotografia, sempre foi canal de comunicação, com nosso passado, com a nossa projeção numa pessoa ou situação. 

Levando isso em conta, usar essa ferramenta como o encontro do eu-passado, eu-hoje e eu-futuro, pode e deve ser uma forma de revisitar o lúdico na terapia Holística, tornando amplo o conhecimento do cliente quanto o eu. 

Conforme citado pela Carol S. Pearson em seu livro: “O Despertar do Herói Interior”, o heroísmo consiste não apenas em encontrar uma nova verdade mas também ter coragem de agir de acordo com essa nova visão. Com base nisso, auxiliaremos nosso cliente nessa revisão da sua jornada e no entendimento da mesma. Nossa proposta é a junção das fotografias e a psicoterapia holística, como forma de alcançar as lembranças, sentimentos e tomar forma no atual. 

Pedimos ao cliente que escolha as fotos, fotos da sua história, dos seus momentos. Peça que escolha, sem a pretensão de ser a certa ou errada. Pois essas, serão o conhecimento em relação ao passado, lembrando que não será o conhecimento definitivo dele, pois com a narrativa do cliente, que será possível a real análise dos sentimentos e a história será realmente contada, sentida e analisada. 

Na escolha, das fotos, na narrativa, na montagem das mesmas em ordem cronológica, eles terão contato com seus desejos, angústias, e as diversidades emocionais vividas no passado e no presente. Com as vivências, será possível reviver as cenas, memórias apagadas e dar-lhes um novo sentido, novos diálogos sobre o passado e como influenciaram na jornada, fazendo conexão entre o passado e presente.

No presente, a medida que os sentimentos e as sensações tomarem forma, com a psicoterapia, será possível tornar os sentimentos antes obscuros em fatos cristalinos, pois o passado, tão perdido no misto de  sentimentos, poderá ser revisto hoje, ganhar novo significado e ter um novo contexto. 

O contato com as fotografias, desencadeará sentimentos intensos, pois dará a oportunidade de tomar posse das fotos, reviver e ter novos sentimentos, pelas lembranças e sentimentos passados. Na jornada terapêutica, será trabalhado o apego ao passado e a transformação nessa nova fase. Transformação essa, que mudará o entendimento do cliente, sobre sua própria jornada, suas reais necessidades e um melhor conhecimento sobre si mesmo e como poderá agregar valores para essa nova fase. 

Façam o convite ao cliente, seja dono da sua história, seja de fato o protagonista da sua jornada, não aceite nada mesmo que ser o herói, mas não o que salva o outro, mas o que salva a si mesmo. Que salva a sua história, que resgata seus desejos e sentimentos, que consiga superar a jornada, que reveja sua história e que consiga ter um presente com mais alma, mais completo. Pois somente ele, pode contar sua história, revisar sua jornada e se posicionar sobre ela. 



Deixe uma resposta